Publicações

Convivência com o Semiárido: Uma Jornada em Quadrinhos

Convivência com o Semiárido – Uma Jornada em Quadrinhos é uma produção da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) e integra o conjunto de materiais didáticos destinados às famílias atendidas pelo Programa de Formação e Mobilização Social para a Convivência com o Semiárido: Uma Terra e Duas Águas (P1+2).

Impacto Social: Boas Práticas Inspiradoras do Terceiro Setor no Brasil

O terceiro setor no Brasil tem poucos espaços de visibilidade e de apresentar suas boas práticas. Foi pensando nisso que organizamos esta coletânea de artigos que pretendemos repetir de tempos em tempos com a finalidade de contribuir com uma forma para as organizações sociais poderem compartilhar suas experiências positivas.

Capa do Livro Desafios.png

Desafios da implementação dos Sistemas Municipais de Meio Ambiente

 

Os desafios para a implementação desses sistemas nos municípios são elencados nesta obra, a qual reúne uma coletânea de textos elaborados por promotores de Justiça e servidores do Ministério Público que figuram entre os mais gabaritados do país, bem como de representantes de importantes órgãos parceiros comprometidos incansavelmente com a defesa do meio ambiente. 

Licuri.png

Licuri – Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável

 

“Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável” é uma série de publicações voltadas a produtores agroextrativistas, organizações de base comunitária e instituições de pesquisa sobre boas práticas para o extrativismo. Esta cartilha disponibiliza informações sobre o licuri com a finalidade de contribuir para que o manejo seja feito de maneira sustentável, visando a manutenção da espécie e a continuidade das atividades de geração de renda.

                                                                                 

Cartilha Cidadania das Águas

 

A AGENDHA considera indispensável a Educação Agroecológica no trabalho de Assessoria Técnica e Extensão Rural e produziu a cartilha Cidadania das Águas, para colaborar com as oficinas e iniciativas do Projeto Mais Água, principalmente, nos momentos de intercâmbios e trocas de experiências entre famílias agricultoras, povos e comunidades tradicionais. Para organizar esta cartilha se utilizou também das práticas ecopedagógicas e freireanas com a finalidade precípua de subsidiar os trabalhos das oficinas, respeitando seus modos de fazer, as especificidades de cada comunidade, os materiais disponíveis, o tempo das atividades e das pessoas, assim como, para estruturar minimamente as etapas de Assessoria Técnica e Extensão Rural (ATER) de modo que, os principais pontos sejam lembrados, bem trabalhados e principalmente dialogados, compreendidos e aceitos pelas famílias participantes.                                                                                 

Capa Cartilha Agentes.jpg

Agentes das Cidadanias das Águas e a Convivência com o Semi-árido

 

Com a proposta de trabalhar as mazelas decorrentes dos períodos de estiagens e de secas prolongadas, o uso abusivo da água, do solo, dos agroquímicos e as relações sociais implicadas neste processo, as organizações não governamentais REDEH em parceria com a AGENDHA elaboraram um Projeto de Capacitação em Convivência com o Semiárido que foi realizado de julho de 2004 a julho de 2005. Os objetivos das ações propostas tiveram consonância com o Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf) tais como o “de contribuir para fortalecer a agricultura familiar e promover o desenvolvimento sustentável do meio rural, priorizando propostas inovadoras inseridas em processos de organização mais amplos, com potencialidade para serem reproduzidos nos âmbitos regional e nacional” e desta forma contou com o seu apoio.

                                                                          

Capa catilha fogoes.jpg

Fogões Geoagroecológicos

 

A AGENDHA compreende a importância milenar do uso da lenha como biocombustível renovável, para preparação de alimentos, na maioria dos casos em fogões rústicos, pouco eficientes e que liberam muita fumaça e resíduos. Globalmente é a fonte de energia mais utilizada para esse fim, por comunidades e povos mais pobres e excluídas, de todas as civilizações. É muito grande o consumo total anual de energia para preparar alimentos nas residências do nordeste brasileiro. Equivale a queimar 3.370.000 Toneladas Equivalentes de Petróleo (TEP), medida internacionalmente utilizada para calcular os Balanços Energéticos Nacionais, comparando-se as diferentes fontes de energia. A cartilha sobre Porque e Como Construir Fogões Geoagroecológicos, visa disseminar a importância e a forma de sua construção, utilização e manutenção. Que, associado ao manejo apropriado da lenha e a utilização de outros biocombustíveis vegetais do ambiente peridomiciliar, contribuem para a Convivência Sustentável com o Semiárido.

                                                                          

Capa Bodega 3.png

Bodega Produtos Sustentáveis do Bioma Caatinga

A AGENDHA e seus parceiros institucionais, têm a satisfação de apresentar esta publicação rica de iniciativas socioambientais e seus produtos extraídos com respeito e reverência, das florestas das caatingas. Convidamos todas as pessoas para esta “festa naturá” e que possamos a cada dia melhorar nossas atitudes nos campos e nas cidades, comprando e consumindo responsavelmente, contribuindo para que a Caatinga e os demais biomas brasileiros possam ter suas sociobiodiversidades conservadas e utilizadas sustentavelmente.

Contatos

AGENDHA

Rua Califórnia, Quadra C, nº 12. 
Bairro Amaury Alves de Menezes
Paulo Afonso/BA
CEP: 48.605 - 146

Telefone: (75) 3281 - 5370

E-mail: agendha@agendha.org

Fale Conosco