Viveiro de Plantas da Sociobiodiversidade, das Caatingas e dos Cerrados

Você sabe o que é casa de vegetação?

Depois que as mudas são ensacadas, elas vão para a casa de vegetação, onde receberão um tratamento adequado e diferenciado. A casa de vegetação da AGENDHA é um espaço de 50 metros de cumprimento, em estrutura de aço e coberto com lona transparente. As mudas são acomodadas e, passam por um período de 20 dias a 06 meses, dependendo da estação do ano e do tipo de planta.


Depois que as mudas são ensacadas, elas vão para a casa de vegetação, onde receberão um tratamento adequado e diferenciado. A casa de vegetação da AGENDHA é um espaço de 50 metros de cumprimento, em estrutura de aço e coberto com lona transparente. As mudas são acomodadas e, passam por um período de 20 dias a 06 meses, dependendo da estação do ano e do tipo de planta.


Esse sistema de cultivo para replantio é responsável por fornecer plantas nativas aos projetos da AGENDHA e, serão usadas na recomposição vegetal e manutenção da caatinga. As mudas estão sendo plantadas na ESEC Raso (Estação Ecológica da Caatinga em Paulo Afonso) e, seu entorno, que possui uma área central chamado Mata da Pororoca, esta por sua vez, é a área que tem sido foco desse projeto de reflorestamento.


Diante das ameaças que sofre, todos os dias, o Bioma Caatinga, a AGENDHA tem atuado no recaatingamento das comunidades e povos tradicionais atendidas pelos projetos de ATER. A partir do trabalho dos técnicos de campo, com a sensibilização das famílias beneficiárias, as mudas do recaatingamento são entregues mediante acordo de compromisso e acompanhadas com geolocalização.


Você sabe para que serve o recaatingamento?

O Recaatingamento tem como objetivo contribuir para mitigar os efeitos da desertificação do bioma caatinga, por meio da aplicação de técnicas e práticas agroecológicas, gestão e manutenção sustentável dos bens comuns: água, solo, matas, fauna, flora e, outros. Entre os serviços que podemos desenvolver com o recaatingamento estão: a regulação climática, o sequestro e fixação de carbono e a conservação e recuperação da Caatinga.


Esse Projeto é financiado pelo GEF Terrestre (Fundo de Desenvolvimento Global), em parceria com o @funbio_brasil (Fundo Brasileiro para a Biodiversidade), o Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Ministério do Meio Ambiente – Governo Federal. E, pela @onetreeplanted (ONE TREE PLANTED). Tem o apoio da @diocesepauloafonso (Diocese de Paulo Afonso) na disponibilização das áreas do Recanto Solidário.