Seminário Territorial e capacitação reúne ACRs e representantes do Projeto Bahia Produtiva

Com o objetivo de fortalecer o trabalho das associações comunitárias atendidas pelo Governo do Estado, via Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a partir de acordo de empréstimo com o Banco Mundial, está sendo realizada, em Paulo Afonso, até esta sexta-feira (21), o Seminário Territorial e a Capacitação para Agentes Comunitários Rurais (ACRs), voltados para representantes de 17 organizações socioprodutivas que tem projetos apoiados pelo Bahia Produtiva.


O evento, que integra a estratégia de atividades de capacitação para qualificar o trabalho que vem sendo desenvolvido nas comunidades atendidas, é organizado pela AGENDHA, organização responsável pela prestação de assistência técnica e extensão rural (Ater), em municípios do Território de Identidade Itaparica, em projetos como os de fruticultura, apicultura, bovinocultura de leite, caprinocultura e avicultura.


“O Bahia Produtiva vem aprimorar nossos conhecimentos, com as capacitações, para melhorar o funcionamento da unidade de beneficiamento de frutas como umbu e maracujá da Caatinga, e o atendimento às famílias beneficiadas, de forma técnica e sustentável, para que eles possam auxiliar na produção da fábrica com o que é produzido nas suas propriedades”, ressaltou Janclécio da Silva, ACR na Associação Comunitária da Barroca, do município de Jeremoabo.


Deivi Nascimento, ACR que atua na Associação Comunitária Tuxi, do município de Abaré, conta que com a chegada do projeto Bahia Produtiva, em 2018, já foi possível melhorar as práticas de manejo alimentar dos animais da Aldeia Tuxi: “Incluímos também na assessoria técnica a fruticultura irrigada. Com os investimentos tivemos também a oportunidade de ampliar a plantação de palma, aumentando a reserva estratégica de alimentos para os animais e economizando na compra de ração industrializada, além da soberania alimentar das famílias, com a utilização de carne de qualidade”.


A presidente da Associação Agropastoril Quilombola, de Abaré, Marivânia de Jesus, ressaltou: “O Bahia Produtiva está sendo muito importante, por nos ajudar no aperfeiçoamento das práticas corretas para a criação de caprinos e de outros cultivos”. Marivânia destacou ainda que a Ater prestada pela AGENDHA, ajudou muito em conhecimentos, que vêm sendo repassados às famílias da comunidade inseridas no projeto.

O Ater Produtiva da AGENDHA visa realizar ações previstas no âmbito do projeto Bahia Produtiva/CAR, a exemplo do Desenvolvimento Institucional, Ater e Gestão de Projetos, para agricultores e agricultoras familiares e suas organizações socioprodutivas, que ainda não possuiam assistência técnica regular quando foram selecionadas nos editais.


Matéria Publicada originalmente por: http://www.sdr.ba.gov.br/ em 20/02/2020


2 visualizações