Parceria entre comunidade e o CBHSF busca a revitalização de nascentes e rios na Serra dos Morgados

Uma iniciativa popular tem somado esforços para recuperar nascentes na Serra dos Morgados, município de Jaguarari (BA), mesmo local onde o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco está realizando um projeto de recuperação ambiental com a construção de um viveiro com capacidade aproximada de 100 mil mudas/ano, construção de três barragens subterrâneas, 15 barramentos de contenção de sedimentos e 15 cisternas de procuração de 52 mil litros.



De acordo com a presidenta da Associação de Mulheres da Serra dos Morgados, Edna Maria de Almeida Cruz, há pelo menos 10 anos a situação, que já apontava a redução na disponibilidade de água, se agravou ainda mais na região que é produtora de frutas e café, setor fortemente impactado pela escassez hídrica. Além disso, até o consumo humano tem sido afetado com a seca de diversas nascentes. Segundo ela, muitas localidades dependem, agora, de caminhões-pipa para atender os moradores com água potável.


Além da iniciativa do CBHSF, a comunidade que demandou o projeto, reúne esforços no sentido de acelerar o processo de recuperação das nascentes. Durante a manhã do último sábado (02), a população realizou o plantio de pelo menos mil mudas de espécies nativas na nascente que é considerada o coração de todas as nascentes, por estar localizada em uma área central da comunidade da Serra dos Morgados. A nascente Munduri não jorra mai