Implantação do Sistema de Abastecimento de Água na Aldeia Kariri Xocó

Atualizado: Mar 16

Na manhã desta quinta-feira (11) representantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), do Distrito Sanitário Especial Indígena de Alagoas e Sergipe (DSEI/AL-SE), do Ministério Público Federal e da Agência Peixe Vivo (APV) se reuniram, por videoconferência, para tratar da implantação do Sistema de Abastecimento de Água na Aldeia Kariri Xocó, situada no município de Porto Real do Colégio (AL).


Nascente-Ribeirao-Sao-Pedro_Paracatu-MG_foto-Bianca-Aun_13set2017

A videoconferência foi aberta pelo procurador da República, Érico Souza, que mediou a reunião. Logo em seguida, a engenheira e coordenadora técnica da Agência Peixe Vivo, Flávia Mendes, apresentou o projeto do Sistema de Abastecimento de Água. Segundo ela, o CBHSF considerou as carências sanitárias e necessidades da Aldeia Kariri Xocó, localizada às margens do rio São Francisco. “O Comitê aprovou os investimentos para a elaboração de projetos e posterior execução das obras voltadas para a implantação de um novo Sistema de Abastecimento de Água para esta comunidade. Foi estabelecido um Acordo de Cooperação Técnica entre o CBHSF, o povo Kariri Xocó, o DSEI-AL/SE-AL e a Agência Peixe Vivo, definindo as responsabilidades de cada partícipe com o objetivo de implantar o Sistema de Abastecimento de Água na Aldeia Kariri Xocó”, explicou.


“Estima-se que as obras serão iniciadas nos próximos meses, ao término do processo de seleção e contratação que se encontra em andamento. O sistema de abastecimento irá contemplar uma nova captação, adução, tratamento, reservação e distribuição de água tratada para toda a comunidade. Este investimento irá promover o acesso adequado ao abastecimento de água, em quantidade e qualidade satisfatórias, proporcionando significativas melhorias na saúde e na qualidade de vida do povo Kariri Xocó”, concluiu Flávia.

Para Rosa Cecília, secretária da CCR Baixo São Francisco e representante da sociedade civil de Sergipe, a reunião foi de suma importância porque está sendo levada para aldeia Kariri Xocó qualidade de vida. “Estamos levando dignidade a esta comunidade e isso mudará a vida deles. É um projeto que vai além de qualquer fato que se pense, pois quando a gente consegue propiciar água à comunidade, ela irá repensar na questão da degradação. É uma forma de mostrar a importância do rio e o pertencimento deste rio para aqueles que sobrevivem dele”, disse.


Rosa Cecília acrescentou que se faz necessária a participação dos órgãos públicos e das autoridades municipais. “O gestor precisa estar ciente do que acontece e participar das ações. Infelizmente observamos muitos dos gestores afastados das questões ambientais e o Comitê tem feito esse papel de investir em projetos imprescindíveis, com recursos oriundos da cobrança pelo uso da água, para as comunidades”.


Ainda de acordo com Rosa, “é necessário levar a educação ambiental a todos eles para assim evitar que haja a poluição local. Estamos levando um benefício e eles precisam estar conscientes dos cuidados com a água e o ambiente onde vivem. Educação não é só retirar o lixo e plantar, mas melhorar e mudar o sentido de pertencimento e sensibilidade nos cuidados com a natureza”.


O vice-presidente da Fundação da Federação dos Kariris do Brasil (FFIKB) e representante do pajé Júlio, Carlos Suíra, agradeceu a Anivaldo Miranda – presidente do CBHSF – e demais representantes que visitaram a Aldeia Kariri Xocó e comprovaram a falta de água na comunidade. “Sofremos muito com a falta de água e esse projeto que está para ser implementado nos ajudará bastante. A comunidade tem sido privilegiada com projetos maravilhosos como esse da água e o do reflorestamento. Fomos abençoados, pois Anivaldo Miranda, junto à sua equipe, deu visibilidade a uma grande necessidade da nossa aldeia. Estávamos passando sede e agora viveremos outro momento”, finalizou.


Publicado originalmente por: https://cbhsaofrancisco.org.br em: 12/03/2021 - 20:05

Assessoria de Comunicação CBHSF: TantoExpresso Comunicação e Mobilização Social *Texto: Deisy Nascimento *Fotos: Bianca Aun e Manuela Cavadas

11 visualizações0 comentário