Agricultura familiar da Bahia estará presente em painel da COP-26

A 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-26) que acontece até a próxima sexta (12/11), no formato virtual, terá a presença da agricultura familiar da Bahia em um dos seus painéis paralelos.




O debate “Transformando a agricultura e os sistemas alimentares por meio da inclusão, resiliência e ação de baixo carbono” será realizado nesta segunda-feira (8), às 11h30, com a participação da promotora de Justiça do Ministério Público da Bahia, Letícia Baird.


A promotora é responsável pelo Programa Escola Sustentável, que promove ações para melhorar a qualidade da alimentação escolar, preferencialmente produzida por agricultores familiares, nos termos das diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e com alinhamento aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.


A experiência dos municípios de Serrinha, Barrocas, Biritinga e Teofilândia e as ações que alcançaram cerca de 32 mil alunos e 155 unidades escolares, mobilizando mais de 200 agricultores familiares, serão comentadas no evento. O processo de capacitação e adoção de práticas agroecológicas dos agricultores e a participação em compras públicas foram atividades realizadas em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia (SDR).


“A alimentação escolar, quando provida por pequenos produtores locais, além de mais saudável e impor menor impacto ao meio ambiente, constitui eficiente ferramenta para o enfrentamento de questões como: insegurança alimentar, desafios ambientais e erradicação da pobreza e o convite feito pela Organização para a Alimentação e Agricultura das Nações Unidas (FAO/ONU) para integrar a COP26 reforça a importância de ações locais e de parcerias entre as instituições, sociedade e tomadores de decisão, para o enfrentamento de questões globais”, ressalta a promotora Letícia Baird.


Além da promotora de Justiça da Bahia, participarão da mesa a diretora da FAO, Sra. Mette Wilkie; o fundador do The Cacao Project, das Filipinas, Sra. Louise Mabulo; a chefe da Divisão de Mudanças Climáticas do Ministério do Meio Ambiente do Senegal, Sra. Madeleine Diouf Sarr; o co-fundador e coordenador geral da Plataforma de Agricultura Urbana e Periurbana de Gaz (GUPAP), Sr. Ahmed Sourani e a presidente da Associação para Mulheres e Povos Indígenas do Chade (AFPAT), Sra. Hindou Oumarou Ibrahim.


Para realizar a inscrição no evento e assistir ao painel, os interessados podem acessar o link: https://www.cop26eusideevents.eu/register.

2 visualizações0 comentário